quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Jamil Snege

Amei os fracos, os combalidos, os inviáveis, essas aves de penas rotas aos quais o voo se nega. Amei os trôpegos, aqueles cuja insânia acende uma auréola violácea sobre suas pobres cabeças. Amei o que a natureza fez torto e a sociedade entortou ainda mais.”

Trecho de Como eu se fiz por si mesmo (1994), de Jamil Snege.